Pular para a barra de ferramentas

Oferecimento:Dia 28 de setembro, das 8h às 17h, a UNOPAR GARANHUNS estará realizando o 9° Dia Nacional da Responsabilidade Social. Serão ofertadas 13 oficinas, com 565 vagas, todas gratuitas
As oficinas serão realizadas no Campus da UNOPAR Unopar Polo Garanhuns, localizado na Rua Luís Roldão de Araújo, s/n, Bairro José Maria Dourado (Brahma)
Informações: (87) 3761-0558 | 99939-0183 | 98134-5825
#unopargaranhuns
#maisproximaparavoceirmaislonge

A campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti já começou em todos os estados do Brasil. Dengue, Zika e chikungunya, doenças transmitidas pelo vetor, podem levar à morte, por isso é preciso eliminar os criadouros e ficar atento. Agora, o médico sanitarista, Cláudio Maierovitch, alerta para os sintomas intensos e dolorosos da chikungunya.

“Tanto dor na articulação, como no corpo, que tornam até difícil de andar. Há uma característica típica dessa doença em que as pessoas andam curvadas porque é a posição que dói menos para se locomover. Há uma particularidade da doença causada pelo vírus chikungunya, é que essas dores, essa inflamação nas articulações, podem durar um bom tempo. Podem durar várias semanas e em alguns casos, que não são tão frequentes, podem até durar vários anos e serem incapacitantes.”

As dores causadas pela chikungunya são inevitáveis e atrapalham a rotina de quem contrai a doença. De acordo com Cláudio Maierovitch, o único caminho para evitar essas consequências é a eliminação do mosquito Aedes, impedindo a  transmissão.

“Então qualquer objeto, qualquer coisa que possa acumular água parada, especialmente água limpa, mas não só água limpa, dentro dos quintais, dentro de casa, mesmo em apartamento, em locais de trabalho, pode se transformar em um criadouro para o mosquito Aedes aegypti. É um mosquito que gosta de ficar perto das pessoas. Então, é importantíssimo que haja um esforço de todos para eliminar essas condições que favorecem a proliferação do mosquito.”

Em caso de suspeita, com o surgimento de qualquer sintoma, é importante procurar o serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados. Lembre-se de que a melhor forma de prevenção é eliminando possíveis criadouros. E aí? Você já combateu o mosquito hoje? Proteja sua família. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/combateaedes.

Fonte: Agência do Rádio

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Saiba quais são os sintomas chikungunya, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *