Oferecimento:

Aumento das tarifas no país foi ocasionado pela escassez hídrica

Desde o início de setembro os brasileiros estão lidando com a cobrança de uma tarifa de R$ 14,20 para cada 100Kwh consumidos (quilowatts-hora) na conta de luz.  A justificativa para a cobrança desse valor é cobrir o aumento dos custos de geração de energia por conta do esvaziamento dos reservatórios das hidrelétricas e acionamento das usinas térmicas. Se no consumo doméstico essa tarifa já representa um valor expressivo, nas empresas o impacto é ainda maior.

            De acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os gastos com a conta de luz variam de setor para setor,  nas lojas de roupas, por exemplo, representam 8% dos custos totais, já nos supermercados, 10%, nos restaurantes, 15%, nos hotéis, 21% e, em lavanderias, chega a 23%.

             Entre os itens responsáveis pelos maiores consumos de energia em escritórios, estão os servidores e equipamentos de ar-condicionado. Uma boa dica neste caso é que quanto mais moderno o servidor for, menor será o consumo, porque os fabricantes estão investindo cada vez mais em produtos que demandem menos energia. Também é indicado investir em soluções compartilhadas, como é o caso de servidores na nuvem, o que diminui a necessidade de muitas máquinas operando para a mesma empresa 24 horas por dia.

            Outro ponto crucial é verificar se todos os equipamentos da estrutura de rede são homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), porque isso garante que o produto, além de cumprir as regras nacionais de qualidade, também segue as diretrizes de economia de energia exigidas.

            Diversas funcionalidades dos aparelhos também podem ajudar nesta situação, como por exemplo o “modo soneca” presente no access point WAX610D da Zyxel, que suspende a emissão de sinal de internet quando não há dispositivos conectados a ele, o que resulta em economia de energia. Além disso, ele tem a tecnologia Wi-Fi 6, uma geração mais rápida e resiliente de conexão para empresas de pequeno, médio e grande porte.

             Para Arnaldo Mapelli, gerente comercial da Zyxel, a escolha dos equipamentos é um dos pontos mais importantes para a economia de energia.

            “Além das questões comportamentais para que haja redução significativa nas contas de luz, vejo como primordial que as escolhas dos equipamentos tecnológicos sejam certeiras, e os profissionais de T.I estão aptos a auxiliarem os demais setores neste sentido. Vale destacar que a conta de luz representa uma fatia expressiva dos gastos da maioria das empresas e grande parte delas ainda está se recuperando dos prejuízos causados pela pandemia, isso sem citar a questão ambiental que jamais pode ser esquecida”, complementa Mapelli.

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Saiba como as empresas podem economizar na conta de luz

Post navigation


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *