Oferecimento:

As universidades públicas em Pernambuco já definiram as datas para a retomada das aulas da graduação, que serão de forma remota, após quatro meses de suspensão devido ao isolamento social decorrente da pandemia da Covid-19. Durante coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (28) do Consórcio Universitas – formado por universidades de Pernambuco -, reitores afirmaram que os alunos não serão penalizados por não se matricularem ou reprovarem durante o semestre, além de informarem todas as iniciativas que cada centro acadêmico tem oferecido à sociedade nesse período.

Os reitores, porém, não divulgaram data de retorno das aulas presenciais. “Só voltaremos quando não houver risco à vida”, afirmou o reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão. Além disso, foi destacado que as universidades não estão adotando a ferramenta de Educação a Distância (EAD).  No caso da UPE, com as atividades suspensas desde o dia 16 de março, as aulas remotas voltarão a partir do dia 8 de setembro, seguindo até 14 de novembro. No total, os alunos terão dez semanas de semestre. De acordo com Falcão, as aulas serão suplementares e facultativas. Ele ressaltou ainda que os estudantes não terão prejuízos no histórico escolar. “Não vai aparecer que ele perdeu um semestre se ele desistir, se for reprovado. Temos 30% de alunos com dificuldade de acesso à conectividade, devido à situação de vulnerabilidade social”, disse.

O reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Alfredo Gomes, explicou que, desde o dia da suspensão das aulas, em 16 de março, a universidade tem realizado um amplo e profundo planejamento para preparar o semestre letivo exclusivamente remoto, que começará no dia 17 de agosto. O estudante poderá cursar até 300 horas. No último e penúltimo semestre poderão cursar além das 300 horas. Aulas serão síncronas (de modo ao vivo) e assíncronas. “Os estudantes nos penúltimo e último períodos poderão cursar mais disciplinas”, detalhou, lembrando que as aulas remotas também serão facultativas.

No caso da pós-graduação (mestrado e doutorado), os alunso já voltaram às atividades de modo remoto. Gomes ainda afirmou que foi realizada uma pesquisa com mais de 14 mil estudantes da UFPE indicando que cerca de 90% deles cursarão disciplinas online. Já 88% dos professores afirmaram que oferecerão disciplinas.

Já a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) vai oferecer aos seus alunos o Período Letivo Excepcional (PLE) 2020.3, que vai durar dez semanas, com encerramento previsto para ocorrer no mês de novembro. As atividades foram suspensas também no dia 16 de março e agora estão previstas para retornarem também no dia 17 de agosto. O reitor Marcelo Carneiro Leão disse que os desafios é integrar os alunos que ingressariam na universidade no segundo semestre de 2020. Como ainda não foram matriculados, eles poderão assistir até duas disciplinas como aluno especial. “Paralelamente a isso, aproveitamos esse período para ofertar capacitação aos docentes”, disse.

Católica
A Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) aderiu à suspensão, mas retomou suas aulas remotamente ainda no início da pandemia. De acordo com o reitor da Unicap, padre Pedro Rubens, a universidade não poderia deixar de funcionar e que, desde 2015, a universidade estava se planejando para trabalhar com a inovação digital como ferramenta pedagógica e, diante da pandemia, se viram obrigados a colocar em prática. “Estávamos nos preparando, mas não estávamos preparados. Foi um momento importante de iniciar uma inovação pedagógica. Mas é bem diferente do EAD, é outra lógica”, afirmou o reitor.

O Consórcio Pernambuco Universitas é composto pela Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão)

Fonte: Folha PE

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Reitores explicam retomada das aulas nas universidades públicas em Pernambuco

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas