Pular para a barra de ferramentas

Oferecimento:

Na OI é assim, aderindo qualquer um de nossos planos, você garante INGRESSO para assistir o filme “Vai que Cola 2”, em cartaz nos cinemas.❗❗ Pós, Controle, Fixo, TV ou Banda Larga nós temos o plano que mais combina com você! 🔄Traga seu número para Oi. 📌Visite nossa loja, Rua 13 de Maio, 34, centro, Garanhuns!

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira (19) que o salário mínimo e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) vão continuar sendo corrigidos pela inflação. Foi descartada, portanto, a ideia de congelar o valor do piso salarial, que foi ventilada no início desta semana. De acordo com os estudos técnicos, a medida viria para reduzir custos e pouparia até R$ 35 milhões em um ano.

“O salário mínimo e o BPC estão fora da discussão. O governo decidiu manter o poder de compra do salário mínimo e do BPC – que seguirão sendo corrigidos pela inflação”, afirmou o ministério, por meio da assessoria de imprensa.

O ministério estudava retirar da Constituição a obrigatoriedade de que o valor seja corrigido anualmente pela variação inflacionária. A medida, descartada nesta quinta, seria incluída em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera regras fiscais e já tramita na Câmara dos Deputados .

De autoria do deputado Pedro Paulo (DEM-RJ), o texto afrouxaria a legislação em caso de situação de aperto fiscal. Hoje, a Constituição prevê que o salário mínimo terá “reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo”. A proposta dos parlamentares iria ao encontro da ideia do ministro da Economia, Paulo Guedes , de flexibilizar os gastos públicos . O ministro costuma se referir à ideia como os “três Ds”: desobrigar, desvincular e desindexar.

Descartada a ideia, o salário mínimo e o BPC seguirão sendo corrigidos pela inflação. Para 2020, o governo prevê que o reajuste levará o piso de R$ 998 para R$ 1.039, sem aumento real pela primeira vez desde 2007 , levando em conta exclusivamente a própria correção pela inflação.

 Via: Economia – iG

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Ministério da Economia garante que salário mínimo será corrigido pela inflação

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *