Oferecimento:

OVNIs existem, acreditando você ou não em vida extraterrestre. A questão é que a sigla não tem, necessariamente, a ver com alienígenas, mas sim com eventos aéreos que não puderam ser compreendidos quando foram presenciados. Agora, a Marinha dos EUA reconheceu que três vídeos que vieram a público entre o fim de 2017 e o início de 2018, publicados inicialmente pela organização To The Stars Academy of Arts and Science e que tiveram o alcance ampliado após divulgação pelo New York Times.

Em comunicado, o órgão das forças armadas dos Estados Unidos afirmaram que os vídeos são verdadeiros e representam “fenômenos aéreos não-explicados”, o que, como dito acima, não significa que se trata de um disco voador ou uma espaçonave similar, mas apenas algo que não foi compreendido.

A confirmação veio por meio do site The Black Vault, mantido por um jornalista independente chamado John Greenewald, dedicado a armazenar e debater documentos governamentais que deixaram de ser confidenciais. Quando questionada diretamente sobre três vídeos, que ficaram conhecidos pelos codinomes de “FLIR1”, “Gimbal” e “Go Fast”, a Marinha confirmou sua autenticidade. Abaixo está o “Go Fast”:

“A Marinha descreve os objetos contidos nestes vídeos como fenômenos aéreos não-identificados”, diz o comunicado. Greenewald insistiu um pouco mais no tema e questionou o uso das palavras “fenômeno aéreo” em vez de “objeto voador” e obteve mais detalhes. Joseph Gradisher, porta-voz da organização, explicou que “a terminologia ‘Fenômeno Aéreo Não-Identificado’ é usada por oferecer uma descrição básica para avistamentos/observações de objetos/aeronaves não-autorizados/não-identificados que foram observados entrando/operando no espaço aéreo de várias áreas de treinamento controladas pelas forças armadas”.

Ao site Motherboard, Gradisher reafirmou o que disse ao The Black Vault: “a Marinha considera os fenômenos contidos/representados nesses três vídeos como não-identificados”, disse o comunicado.

Fonte: Olhar digital

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Marinha dos EUA confirma veracidade de três vídeos de ‘OVNIs’

Post navigation


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *