Oferecimento:

O juiz Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal do Ceará, acatou uma ação civil que pede a suspensão da nomeação de Sérgio Carmargo feita por Jair Bolsonaro para a presidência da Fundação Palmares . Em suas redes sociais, Camargo já disse que o Brasil tem “racismo nutella” e que “racismo real existe” nos EUA.

“Em face do todo o exposto acolho, em juízo de cognição sumária, típica à espécie, os argumentos trazidos pela parte autora, razão pela qual suspendo os efeitos do Ato 2.377, de 27 de novembro de 2019, da lavra do Ministro-Chefe da Casa Civil tornando sem efeito a nomeação do senhor Sérgio Nascimento de Camargo para o cargo de Presidente da Fundação Cultural Palmares”, escreveu o magistrado.

Em seu perfil no Facebook, o indicado por Bolsonaro se define como “negro de direita, contrário ao vitimismo e ao politicamente correto”.

Nem mesmo o irmão quer o racista Sergio Nascimento de Camargo na Fundação Palmares: “Tenho vergonha desse capitão do mato”. Levantamento das declarações de Sergio mostra que é difícil de acreditar que tenham sido proferidas por um ser humano.

Fonte: Último Segundo – iG

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Justiça suspende nomeação de Bolsonaro para presidência da Fundação Palmares

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas