Oferecimento:

Santarena, porém representante do Amazonas, Franciane Moura garante bi da prova de 10 km. Pernambuco leva novo título no masculino, agora com corredor de Garanhuns.

Logo no começo da manhã deste domingo foi realizada a 35ª edição da Corrida do Círio. Este ano, a tradicional corrida de rua do Norte do país contou com mais cinco mil atletas, divididos entre as categorias 10 km, 5 km e a Caminhada, com 3,5 km. Pelo segundo ano consecutivo um permambucano conquistou a prova masculina, dessa vez com José Márcio Leão. No feminino, o posto mais alto do pódio foi mais uma vez de Franciane Moura, que também venceu no ano passado. Leão completou a prova em 30min22s, enquanto Franciane fez em 35min20s.

A prova foi iniciada no Portal da Amazônia às 6h, com a largada das categorias especiais (cadeirantes, deficientes visuais e fantasias). Em seguida, às 6h08, o pelotão de elite saiu para o percurso principal, de 10 km. Os corredores da prova de 5 km saíram em seguida.

Do elite, José Márcio Leão liderou quase que de ponta a ponta. Logo cedo na prova ele ganhou distância do pelotão e foi pouco incomodado até ultrapassar a linha de chegada. O mesmo aconteceu com Franciane Moura. Apesar de ser paraense de Santarém, a corredora participou representando o Amazonas e ficou feliz por ter concluído o trajeto em um tempo menor.

– Consegui baixar o tempo, graças a Deus. É a minha prova, treinei para isso. Ocorreu tudo bem. Fico muito feliz por estar pela segunda aqui, ganhando a Corrida do Círio. Ano passado fiz em 35’43’’, agora foi 35’20’’. Foi tudo tranquilo. Todo ano venho, já faz parte do meu calendário – contou a corredora.

Franciane Moura baixou seu tempo na prova — Foto: Reprodução/TV Liberal

José Márcio Leão venceu também em 2014. A última edição que disputou tinha um percurso diferente, com saída da Praça da República. Na opinião do corredor do Cruzeiro o novo trajeto tem um grau de dificuldade maior.

– Depois de quatro anos estou aqui de volta. A última vez que corri o percurso era diferente. Esse foi um pouco mais difícil porque tem muita curva e muito sobe e desce, então não deu para fazer o tempo que a gente esperava. Como sou profissional, moro em Garanhuns, em Pernambuco, sou acostumado a treinar com muito sobe e desce. Aqui não foram subidas tão altas, foram leves, então, como sou acostumado, consegui fazer uma boa corrida – argumentou.

O corredor ainda ressaltou que, em sua atual vitória, conseguiu manter um ritmo forte do começo ao fim, apesar das especificidades do trajeto.

– Consegui chegar aqui e vencer pela segunda vez. Em 2014 ganhei de ponta a ponta, depois de quatro anos ganhei novamente de ponta a ponta. Estou muito feliz. Queria agradecer a todos. A corrida aqui é bem estruturada, é uma prova já famosa no Nordeste e no resto do Brasil – afirmou.

Ao término das corridas, cerca de 250 alunos da universidade Esamaz trabalharam para auxiliar os corredores. Eles estiveram sob a coordenação de professores dos cursos de educação física, enfermagem e fisioterapia. Entre os serviços oferecidos aos atletas estiveram massagem, alongamento e primeiros socorros, além de auxílio da entrega de água e lanches aos corredores.

Confira o pódio das categorias elite (10 km)

Masculino:

  1. José Márcio Leão – 30’19″(Garanhuense)
  2. José Maria Arruda de Almeida (melhor paraense)– 31’25”
  3. Rosivaldo Moreira da Silva – 32’01”

Feminino:

  1. Franciane dos Santos Moura – 35’20”
  2. Risonete Santos Moura (melhor paraense)– 36’39”
  3. Mara Rogéria da Conceição Silva – 36’57”

Fonte: GloboEsporte.com — de Belém (PA)

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
José Márcio Leão volta ao pódio após quatro anos e Franciane vence pelo segundo ano seguido

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *