Oferecimento:

Filho do presidente e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) integrava o The Movement, movimento de  extrema-direita criado por Steve Bannon, ex-assessor do presidente Donald Trump preso nesta quinta-feira (20) nos Estados Unidos.

Em fevereiro de 2019, Bannon anunciou Eduardo Bolsonaro como líder sul-americano do movimento. Na época, o filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou ao jornal Folha de S. Paulo que estava “muito orgulhoso” com o convite.

“Trabalharemos com Bannon para resgatar a soberania de forças progressistas, globalistas e elitistas e para expandir o nacionalismo de bom senso para todos os cidadãos latino-americanos”, afirmou Eduardo em fevereiro de 2019.

“ The Movement tem a honra de dar as boas-vindas a Eduardo Bolsonaro como parceiro ilustre, e ao Brasil, como aliado-chave na região”, disse Bannon na época. “Nos unimos na busca por uma agenda nacionalista e populista de prosperidade e soberania para cidadão em todo o mundo”.

 “A atuação de Bannon na Europa é vital, e apoiamos os seus esforços contra o perigoso pacto global de migração”, afirmou Eduardo Bolsonaro na época sobre o movimento, que é contra o que chama de “globalismo” e a favor do nacionalismo populista.

Fonte: undefined – iG 

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Eduardo Bolsonaro era líder de grupo extremista criado por Bannon

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *