Oferecimento:

A música, desde sua forma mais simplificada, sempre envolveu os sentimentos humanos. Isso porque se configura como uma experiência única que leva à construção da história de vida dos sujeitos, favorecendo a integração, socialização e o compartilhar de emoções. O impacto sensorial que a música exerce sobre o corpo e o poder dos diferentes ritmos estimula as habilidades motoras e percepções de tempo e espaço. Além disso, aprender um instrumento pode contribuir para o aprendizado de outras disciplinas.

Por meio dos ritmos, compreensão e interpretação de letras e melodias, a criança pode melhorar seu raciocínio espontâneo, desenvolver conhecimentos variados e manifestar a inteligência de formas diversas. As possibilidades de combinação entre os componentes musicais são quase infinitas. Essas combinações, por sua vez, servem como ativadoras das células cerebrais, que se tornam úteis para a aplicação em outros conhecimentos como a Matemática, a Biologia e a Física.

Com isso, percebe-se o quanto é importante incluir as atividades musicais na grade curricular, trabalhando de forma multidisciplinar. Assim, é possível estimular as habilidades mentais que favorecem o desenvolvimento cognitivo e contribui para o melhor aproveitamento das demais disciplinas. Com a música, são ativados circuitos cerebrais que proporcionam um aumento da capacidade cerebral. Ou seja, ao entrarem em contato com os códigos sonoros, os neurônios se abrem para receberem novos conhecimentos.

Em situações práticas do cotidiano podemos observar essa abertura em diversas circunstâncias. Quando uma criança tem contato com letras musicais, por exemplo, pode apresentar uma aprendizagem prazerosa da oralidade, começando com simples palavras até chegar a formulação de frases.  Isso se justifica pelo fato de a música e a linguagem falada apresentarem pontos semelhantes. O uso das capacidades musicais favorece o aprimoramento da comunicação verbal, tal como acontece em casos de pessoas gagas que conseguem cantar normalmente.

A música também atua diretamente na formação da personalidade da criança, influenciando as áreas de desenvolvimento dos sentidos, audição e visão. Os estímulos musicais, que podem ser trabalhados por meio de atividades lúdicas, contribuem para a formação global do ser humano, aprimorando aspectos como a percepção auditiva, imaginação, coordenação motora, memorização, socialização, expressividade e percepção espacial. A musicalidade transforma o ensinar, ampliando a capacidade de interpretar e compreender conceitos.

*Monica Carniel Marques, professora de música da Educação Infantil do Colégio Marista Maringá

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Crianças que aprendem música, aprendem mais e melhor

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas