Oferecimento:

O Centro de Produção Cultural, Tecnologias e Negócios do Sesc (CPC Sesc) realiza em Garanhuns, de 19 a 28 de novembro, a Mostra Marcos Freiras – Território das Artes 2021. A programação contempla as linguagens artísticas das Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Música e Literatura. O objetivo é discutir as relações entre as cidades do entorno de Garanhuns e suas produções, a partir do acesso e intercâmbio entre artistas do Agreste Meridional e das demais regiões de Pernambuco. As atividades são gratuitas, exceto a programação do Teatro Reinaldo de Oliveira, que terá ingressos a R$ 30, sendo que os trabalhadores do comércio e seus dependentes com o Cartão do Sesc atualizado têm desconto e vão pagar R$ 15.

Com tema “Corpos Híbridos e Dissidentes”, a Mostra busca fazer uma investigação sobre todos os corpos que habitam o mundo e como eles são vistos socialmente, seja o corpo negro ou o corpo ao qual a sociedade impõe uma definição de gênero. A partir desse contexto, serão evidenciadas as pessoas trans, com foco nos estudos que são feitos a seu respeito. “A programação se constrói a partir de onde estão esses corpos, quem são eles, qual a sua representatividade, qual o lugar de fala do corpo trans, do corpo negro, da arte que é feita a partir deles, de como se colocam dentro da arte, de como se projetam dentro do contexto social, de como a sociedade os vê, enfim, de um lugar de fala e não das nossas imposições”, explica Josimar Araújo, instrutor de atividades artísticas do CPC Sesc.

A programação de Teatro será apresentada no hall do CPC Sesc e no Teatro Reinaldo de Oliveira. Os espetáculos são “Criando Peixes no Bolso”, do Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns; “Mundo: em Busca do Coração da Terra”, da Tropa do Balacobaco de Arcoverde; “Malassombro, do Grupo Retalhos de Arcoverde; “Poema”, de Edjalma Freitas, de Garanhuns; e “O Açougueiro” e “Eu Não Sou João Caetano”, ambos com Alexandre Guimarães, do Recife.

Duas performances em Dança estão na programação da Mostra Marcos Freitas: “Foria”, com Catarina Almanova, e “Obirin-Kunhã: Dança Inflamada”, com Marcela Rabelo, ambas artistas do Recife. A Música vem com as performances musicais “Ser Tão Cygana”, de Renna Costa, de Buíque, e Uana”, com Uana Mahin. Tem ainda shows com Ciel Santos, de Bezerros, e Jéssica Caetano e A Cristaleira, de Triunfo.

O Audiovisual traz o vídeo instalação “Corpoesia: a cor da exclusão/dança inflamada”, com oito episódios em curta-metragem que mostram performances de dança dirigidas por Marcela Rabelo, Felipe França e Marlom Meirelles; e a Mostra de Cinema Insurgências, com treze curtas dirigidos por produtores pernambucanos nas sessões “Ancestralidades, Travessias e Dissidências” e “Corpos em Trânsito, Vozes Poéticas”.  Tem ainda o filme “Corpos Transitórios”, de Carlota Pereira.

A Mostra Marcos Freitas terá, nesta edição, duas exposições com ilustrações em aquarela de Thiago José e textos de Yan Vinícius: “Os Ditos Loucos da Cidade”, intervenção urbana que retrata figuras públicas de Arcoverde vistas como loucas pela sociedade; e “Corpos Híbridos e Dissidentes”, que mostra como as pessoas marginalizadas, ou dissidentes, incomodam e, ao mesmo tempo, provocam reflexões. Esta é inspirada no recital poético do espetáculo “Criando Peixes no Bolso”.

O público vai prestigiar também a performance “Ainda Não Comeram Toda Nossa Carne Fresca”, com Robson Farias, de Triunfo, e o poeta do improviso Jorge Santos em uma performance literária com obras de Miró da Muribeca. A styling Vinn Amara, de Garanhuns, traz a moda para a Mostra, com a coleção “Olho no Olho” sobre os Processos Criativos da Moda | Aí que Badalo, e participação do Dj Eder Lopez, também de Garanhuns.

Vai ter discussões sobre o tema da Mostra em duas conversas entre os artistas: a primeira, envolvendo Thiago José, Yalle Feitosa e o Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos, com mediação de Charles Henrique, de Garanhuns; e a segunda intitulada “Corporeidade: A Fala da Minha Existência”, com Vinn Amara, Renna Costa, Catarina Almanova, Francis Cristal, Anne Cavalcante e Thamily Meyre, com mediação: Joesile Cordeiro, de Garanhuns.

Serviço: Mostra Marcos Freitas – Território das Artes 2021

Data: de 19 a 28 de novembro

Local: Centro de Produção Cultural, Tecnologias e Negócios do Sesc (CPC Sesc) – Rua Cônego Benigno Lira, s/n, Centro de Garanhuns

Ingressos para espetáculos no Teatro Reinaldo de Oliveira: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Demais atividades: gratuitas

Programação completa :

19.11 – Sexta

Rito, Corpo e Poeticidade

10h – Vídeo instalação: “Corpoesia: a cor da exclusão/dança inflamada” (L)

Direção: Marcela Rabelo, Felipe França e Marlom Meirelles

Episódio 1 – Laroyê | Nosso Povo dá Gargalhadas (Serra Negra-PE)

Episódio 2 – Patakori | E Eu Pensando… (Bezerros-PE & Gravatá-PE)

Episódio 3 – Yê Yê Ô Kunhã | A Linha do Rio (Bonito-PE) 5min

Episódio 4 – Obá Kossô | Elegem Um Rei… (Serra Negra-PE & Olinda-PE) 4min

Episódio 5 – Epahey Oyá e Yvirá-Nhenry | Uma Deusa do Fogo – (Jacumã-PB) 5min

Episódio 6 – Saluba | Danço a Dança e Nanã Burukê (Tabatinga-PB) 4min

Episódio 7 – Odoyá e Mulher-Peixe | Quero (Margarida) (Jacumã-PB) 4min

Episódio 8 – Ê Pá Babá | Um Ninho Se Faz Em Paz (Olinda-PE) 3min

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

Dissidências e (IM) Pertinências das Falam Sobre Mim                                                                        

16h Exposições “Os Ditos Loucos da Cidade” e “Corpos Híbridos e Dissidentes”, de Thiago José e Yan Vinicius (Arcoverde-PE) (L)

17h “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

17h30 Conversa com os artistas Thiago José, Yalle Feitosa e o Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos | Mediação: Charles Henrique (Garanhuns-PE) (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

20.11 – Sábado

As Camadas do Meu Corpo Dissidente – LGBTQIA+

16h – “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – Ser Tão Cygana (Performance Musical) | Renna Costa (Buíque-PE) (16+)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

21.11 – Domingo

TRANSparências do meu eu

16h – Processos Criativos da Moda | Aí que Badalo | Apresentação da Coleção “Olho no Olho”, com a styling Vinn Amara (Garanhuns-PE) (L) e participação do Dj Eder Lopez (Garanhuns-PE)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

17h – “Corpos Transitórios” (filme), de Carlota Pereira (Jaboatão dos Guararapes-PE) (16+)

17h20 – “Foria” (performance em Dança), com Catarina Almanova (Recife-PE) (16+)

Local: Auditório 1 – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

17h40 –  “Ainda Não Comeram Toda Nossa Carne Fresca” (performance), com Robson Farias (Triunfo-PE) (16+)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

19h – “Corporeidade: A Fala da Minha Existência”, conversa com Vinn Amara (Garanhuns-PE), Renna Costa (Buique-PE), Catarina Almanova (Recife-PE), Francis Cristal (Garanhuns-PE), Anne Cavalcante (Garanhuns-PE) e Thamily Meyre (Paranatama-PE)

Mediação: Joesile Cordeiro (Garanhuns-PE) (16+)

Local: Auditório 1 – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

22.11 – Segunda

Territórios Híbridos Que Contam Sua História

10h e 14h30 – “Malassombro” (teatro) | Grupo Retalhos (Arcoverde-PE) (L)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

Poéticas Transcendentes da Minha Existência

16h – “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – Jorge Santos (poeta do Improviso) (PE) | Performance Literária com obras de Miró da Muribeca

Local: Auditório 1 – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

23.11 – Terça

Força da Existência: Podem Trazer as Falas

10h – “Malassombro” (teatro) | Grupo Retalhos (Arcoverde-PE) (L)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

Um Só Ser, Um Só Corpo

16h – “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – “Poema” (teatro), com Edjalma Freitas (Garanhuns-PE) (18+)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

24.11 – Quarta

Em Meio a Um Denso Manto

16h – “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – “O Açougueiro” (teatro), com Alexandre Guimarães (Recife-PE) (14+)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

25.11 Quinta

Conceituações Marcadas Pela Dissidência 

10h e 14h30 – “Mundo: em Busca no Coração da Terra” (teatro), com a Tropa do Balacobaco (Arcoverde-PE) (L)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

16h “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – “Eu Não Sou João Caetano” (teatro), com Alexandre Guimarães (Recife-PE) 14+

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

26.11 – Sexta

Elos do Meu Corpo Ancestral

10h – “Mundo: em Busca no Coração da Terra” (teatro), com a Tropa do Balacobaco (Arcoverde-PE) (L)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

16h “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h “Obirin-Kunhã” (performance em Dança), com Marcela Rabelo (Recife-PE) (L)

20h30 Uana (performance musical) (14+)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

27.11 – Sábado

Texturas do Corpo

16h “Criando Peixes no Bolso” (Teatro) | Grupo Mundaú de Experimentos Cênicos do Sesc Garanhuns (L)

Local: Hall do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

20h – “Ciel no Gogó” (música), com Ciel Santos (Bezerros-PE) (12+)

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

21h – Jessica Caetano e A Cristaleira (Triunfo-PE)

Local: Hall externo do Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

 

28.11 – Domingo

Insurgências – Mostra de Cinema

16h – Ancestralidades, Travessias e Dissidências (14+)

Elos | Direção: Juliana Lima (Recife-PE) 10min

Nossas Mãos São Sagradas | Direção: Júlia Morim (Território Indígena Pankararu-PE & Recife-PE) 20min

Juventudes da Periferia (EP. 2) | Direção: Camila Rodrigues (Petrolina-PE) 6min

A Live Delas | Direção: Yane Mendes (Recife-PE) | Duração: 10min

Rosário | Direção: Juliana Soares & Igor Travassos (Recife-PE) 19min

Lamento de Força Travesti | Direção: Renna Costa (Buíque-PE & Arcoverde-PE) 5min

19h – Corpos em Trânsito, Vozes Poéticas (14+)

Poema: “Os Três Mal Amados” (palavras de Joaquim) João Cabral de Melo Neto | Direção: Geicy Albuquerque (Garanhuns-PE) 4min

Locomotivas | Direção: Inaê Silva e Luara Olívia (Recife-PE) 12min

Vídeo-poema Sobre Maternidade / Vidéo-poème Sur La Maternité | Direção: Amandine Goisbault (Paudalho-PE & Recife-PE) 9min

Eu Não Sou Seu Continente | Direção Coletiva (Camaragibe-PE) 2min

Híbridos – Direção: Eva Jofilsan (Recife-PE) 22min

Ser Artista Me Foi Designado No Parto | Direção: Carla Montanha (Garanhuns-PE) 5min

A Última Batalha da Ilusão | Direção: Paulo Ferreira (Garanhuns-PE) 20min

Ingressos: R$ 15 (trabalhadores do comércio e dependentes) e R$ 30 (público geral)

Local: Teatro Reinaldo de Oliveira – Centro de Produção Cultural (CPC/Sesc)

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
CPC: acompanhe a Mostra Marcos Freitas – Território das Artes em Garanhuns

Post navigation


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *