Oferecimento:

O número de casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus no Brasil continua a crescer. De acordo com o mais recente relatório do Ministério da Saúde, divulgado nesta segunda-feira (16), o número de casos confirmados da doença ultrapassou o número de 200 casos, chegando a 234.

O estado de São Paulo tem mais da metade dos casos confirmados de coronavírus no país, com 152. O estado mais populoso do Brasil também lidera o número de casos suspeitos , com 1,117.

Depois de São Paulo, Rio de Janeiro (31), Distrito Federal (13), Santa Catarina (7), Paraná (6) e Rio Grande do Sul (6) fazem parte dos estados com o maior número de infectados pelo coronavírus .

Além dos 6 estados, Minas Gerais (5), Goiás (3), Pernambuco (2), Bahia (2), Mato Grosso do Sul (2), Amazonas (1), Rio Grande do Norte (1), Alagoas (1), Sergipe (1) e Espírito Santo(1) são os outros estado com casos confirmados da doença.

Apenas os estados de Rondônia, Acre, Roraima, Pará, Amapá, Tocantins, Maranhão, Ceará, Piauí, Paraíba e Mato Grosso não registraram casos confirmados de coronavírus .

Estado Grave

Além do primeiro caso grave de coronavírus registrado no Rio de Janeiro, outra paciente em Brasília também está sob cuidados intensivos no Hospital Regional da Asa Norte.

No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel anunciou que um homem com mais de 60 anos está em  estado gravíssimo após ser detectado com o novo coronavírus. ”O sistema respiratório [está] comprometido. [O paciente] já está entubado, gravíssimo”, comentou o político.

Já em Brasília, uma mulher de 52 anos, que foi a primeira paciente diagnosticada com a doença no Distrito Federal,  continua a receber cuidados na unidade intensiva do Hospital Regional da Asa Norte. Ela contraiu a doença na Inglaterra e teve resultado positivo após voltar de viagem.

Fonte: undefined – iG 

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Coronavírus: Casos confirmados no Brasil sobem para 234

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *