Oferecimento:

São Paulo continua a ser o estado brasileiro com o maior número de mortes e de casos confirmados. Já são 40 vítimas fatais no estado. O Rio de Janeiro é o segundo: com outras seis mortes.

Um novo balanço divulgado na tarde desta terça-feira (24) pelo Ministério da Saúde mostra um crescimento no número de casos de mortes e infectados pelo novo coronavírus no Brasil. Já são 2.201 pacientes confirmados e 46 óbitos em decorrência da Covid-19.

São Paulo continua a ser o estado brasileiro com o maior número de mortes e de casos confirmados. Já são 40 vítimas fatais no estado. O Rio de Janeiro é o segundo: com outras seis três mortes.

Agora, todos os estados do país já possuem casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. O último a se juntar foi Roraima, que registrou os primeiros casos da Covid-19 nesta segunda-feira (23).

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registra ao todo 2.201 casos do novo coronavírus até o momento.

Situação no mundo

No mundo todo, há quase 336 mil casos confirmados da doença. O número de mortes no planeta já passa as a 14.600. Só a Itália, que agora é considerada o novo epicentro da doença, já tem quase 5.500 vítimas fatais. No mundo, foram curados 97.882, em sua maioria na província de Hubei, na China.

Quarentena no estado de São Paulo

Na tarde deste domingo (22), o governo de São Paulo confirmou mais sete mortes causadas pelo novo coronavírus, com isso, o número de óbitos no Estado agora é 22. No sábado (21), o governador João Doria anunciou que, a partir de terça-feira (24) todos os 645 municípios devem cumprir quarentena por 15 dias até 7 de abril.

Com a medida restritiva, bares, cafés, restaurantes de São Paulo deverão fechar. Restaurantes serão autorizados a funcionar somente por meio de serviços de entrega (delivery). “Não sofrerão com quarentena serviços essenciais nas áreas de saúde pública, saúde privada, alimentação, abastecimento, segurança e limpeza. Portanto, seguirão abertos hospitais, clínicas, supermercados, padarias (sem serviços de alimentação pronta) e açougues”, esclareceu o governador.

Estão excluídos da quarentena bancos e lotéricas, bem como aquelas indústrias cujo funcionamento, segundo Doria, é essencial durante o período para evitar desabastecimento no Estado e no país. As empresas que permacerem abertas devem adotar cuidados para evitar a transmissão do vírus entre funcionários.

Na capital paulista, a determinação de fechar o comércio já vale desde sexta-feira (20). Apenas padarias, farmácias, restaurantes, supermercados, postos de gasolina, lojas de conveniência e de produtos animais, além de feiras livres poderão funcionar. Segundo o Bruno Covas (PSDB-SP), as lojas poderão continuar vendendo produtos por meio de e-commerce (sites e aplicativos) e telefone.

Fonte: Olhar Digital

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Coronavírus: Brasil tem 46 mortos e 2.201 casos confirmados

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas