Oferecimento:

A Assembleia Legislativa de Pernambuco formalizou uma indicação para que o Governo do Estado amplie para 37 anos a idade máxima de ingresso na Polícia Militar. O pedido é extensivo ao Corpo de Bombeiros Militar.

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros, a medida contemplará um número maior de candidatos nos concursos PM e Bombeiros PE.

“Sendo atendida essa indicação, candidatos que aliam condições físicas adequadas ao serviço e uma maior maturidade em termos de experiência de vida poderão vir a fazer parte dos quadros dessas duas instituições, com benefícios aos serviços que a PMPE e o CBMPE prestam à sociedade”, disse o parlamentar.

Ele completou: “atualmente, graças a avanços no campo da saúde, os indivíduos apresentam uma melhor condição nessa idade do que em tempos anteriores, quando foi definida pela Lei Complementar nº 108/2008 a idade máxima de ingresso ainda em vigor, no caso, 28 anos de idade”.

A indicação foi feita pela Assembleia porque mudanças nos critérios de idade de concursos são de competência exclusiva do Poder Executivo. Dessa forma, deputados não podem elaborar um projeto de lei com esse teor porque seria classificado como vício de iniciativa.

Dessa forma, o Legislativo pede que o Governo do Estado se sensibilize com o pleito e amplie a idade máxima para 37 anos.

Comandantes discutem novos concursos PM e Bombeiros PE

Reunião realizada na segunda-feira, 20, abordou a realização de novos concursos para Segurança Pública de Pernambuco. A estimativa é que sejam publicados editais para ingresso na Polícia Militar (PM PE) e no Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CBM PE).

O encontro contou com a presença do secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e dos comandantes da PM PE e do Corpo de Bombeiros, José Roberto Santana e Rogério Coutinho, respectivamente.

A conversa abordou infraestrutura física , logística e equipamentos para órgãos operativos. Além de pontos relativos aos profissionais de segurança, como recomposição salarial e novos concursos públicos.

“Nosso foco nessas pautas é proporcionar mais qualidade de vida e de trabalho aos nossos servidores, tendo como objetivo final reduzir os índices de criminalidade e garantir a paz na sociedade”, pontuou o secretário.

Os últimos concursos PM e Bombeiros PE ocorreram entre 2017 e 2018. Com a proximidade do término da validade das seleções, as corporações já se movimentam para publicação de novos editais.

Últimos concursos PM e Bombeiros PE foram em 2018

Em junho de 2018, foi publicado um edital de concurso com 580 vagas, sendo 500 para soldados da Polícia Militar, cargo de nível médio.

As demais 80 chances foram para oficiais (sendo 60 para Polícia Militar e 20 para o Corpo de Bombeiros). Para oficial da PM PE, a exigência para participação foi a graduação em Direito.

Já para o CBM PE, foram aceitas graduações em qualquer área. Além da escolaridade, para todos os cargos, os candidatos deveriam preencher requisitos específicos, sendo:

  • Ter, no mínimo, 18 anos completos na data de ingresso na carreira de militar do Estado e, no máximo, 28 anos na data de inscrição no concurso, considerando-se esta idade até o dia anterior à data em que o candidato completará 29 anos;
  • Ser habilitado para a condução de veículos automotores, no mínimo na categoria;
  • Ter altura mínima de 1,65m para homens e altura mínima de 1,60m para mulheres.

As provas objetivas para soldados da PM PE tiveram 60 questões objetivas distribuídas pelas disciplinas de: Conhecimentos de Língua Portuguesa (15); Conhecimento de Matemática (10); Conhecimentos de Geografia (10); Conhecimentos de História (10); e Conhecimentos de Direitos e Garantias Fundamentais (15).

Para o cargo de oficial da PM PE, a prova foi composta por 70 questões, divididas por Linguagens, Códigos e Estatísticas e suas Tecnologias (30) e Conhecimentos Jurídicos (40), além de uma redação.

Já para oficiais do Corpo de Bombeiros, a divisão das 70 questões foi diferente, sendo: Linguagens, Códigos e Estatísticas e suas Tecnologias (15), Matemática e suas Tecnologias (15), Ciências da Natureza e suas Tecnologias (20) e Conhecimentos Jurídicos e Legislação Específica (20), além da redação dissertativa.

Além da prova objetiva, os concorrentes ainda foram avaliados por etapas como: exame de saúde, teste de aptidão física, e avaliação psicológica.

Via Folha Dirigida

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Concursos PM PE: idade máxima pode ser ampliada para 37 anos

Post navigation


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *