Oferecimento:

Por que produzir mais e melhor como profissional e pessoa? Por que aumentar seu valor no mercado e sua estima pessoal? A resposta é incrivelmente simples: pessoas mais produtivas geram mais resultados, dentro e fora da organização em que trabalham, e com isso dois grandes benefícios:

1. aumentam seu valor no mercado de trabalho e potencializam suas chances de conseguir melhores oportunidades profissionais;
2. pessoas mais produtivas tendem a ter jornadas de trabalho mais saudáveis, pois produzem mais e podem se dar o luxo de trabalhar ”menos horas”, se é isso o que deseja.

O oposto desse cenário é terrível: dias caóticos e sem prioridades, stress e ansiedade por falta de direcionamento claro, priorização de demandas e bons hábitos de trabalho.

Você conhece, talvez intimamente, alguém que não tem tempo para nada? Onde a vida é um eterno caos e desordem?

Agora pensa comigo: qual a diferença dessas pessoas para empresários que tocam múltiplas empresas? Ou até mesmo executivos que tem uma vida extremamente equilibrada? Pessoas que constroem uma grande carreira ao mesmo tempo em que também tem qualidade de vida e relacionamentos.
Será um mero acaso ou essas pessoas possuem técnicas, ferramentas e uma disposição mental diferente? Essa é a questão chave e a qual passei muito tempo buscando a resposta.

Como gerar mais resultados em menos tempo e acelerar minha trajetória profissional?

Imagina que dentro de nossas atividades de nosso dia a dia profissional existem algumas que possuem alta importância em relação as outras. E somente para esclarecer: são aquelas que te ajudam a atingir objetivos estratégicos ou necessárias para o bom funcionamento de seu cargo ou equipe.
É simples, não é? São aquelas que te ajudam a ter grandes resultados, em contraste com atividades com baixa importância, que praticamente consomem sua energia e esforço.
Ao mesmo tempo, sabemos que o mundo corporativo está submetido a constantes pressões por prazos, deadlines e exigências relacionadas ao tempo de execução de projetos e atividades.
Podemos então classificar atividades em relação à urgência de sua realização. Atividades com Alta Urgência são aquelas em que o limite para sua conclusão está muito próximo, ou seja, uma boa carga de stress durante sua execução! Atividades de baixa urgência não são, em geral, mais confortáveis de serem feitas.

Juntando as peças (Alta Importância, Baixa Importância, Alta Urgência, Baixa Urgência), podemos formar quatro quadrantes, como na figura abaixo:


Pense nas atividades Importantes como as galinhas dos ovos de ouro, as que trazem resultados reais e valorizam seu esforço e tempo investido. Essas representam apenas 20% de suas atividades, mas são responsáveis por 80% dos seus resultados.

Já as Não Importantes são aquelas em que seu tempo é consumido, sua energia gasta, e poucos resultados concretos surgem a partir delas. Por falta de conhecimento ou atenção, a grande maioria das pessoas trabalha nesses quadrantes.

O resultado é baixa performance e poucos resultados, pois gastam a maior parte de seu tempo com interrupções que poderiam ser controladas, delegadas ou adiadas, ou distrações sem significado que drenam seu tempo e energia.
Idealmente, devemos trabalhar no quadrante Importante e Não Urgente, pois ele representa uma rotina de trabalho bem planejada, produtiva e sem a pressão emocional das crises.

Te convido agora a realizar um exercício simples. Pense em suas principais atividades e demandas na semana, quais delas são:
• Interrupções (Não Importante e Urgente)
• Distrações (Não Importante e Não Urgente)
• Crises (Importante e Urgente)
• Metas e Planejamento (Importante e Não Urgente)

Esse simples exercício pode aumentar drasticamente seus resultados. Focar em tarefas importantes, embora simples, é algo muito negligenciado pela maioria massiva das pessoas.
Pense em como você pode implementar, em sua rotina pessoal, os ganhos em termos resultados práticos e direcionamento é colossal!
É um raciocínio similar à diferença entre entrar em campo somente para marcar gols e correr pelo campo sem saber as regras do jogo e sem nunca acertar o alvo.
Algo que faço, e que sempre passo adiante em meus programas de Gestão do Tempo e Produtividade, é aplicar a metodologia dos quatro quadrantes em minha lista de atividades diária e semanal.
Colocar em prática requer uma boa dose de disciplina, mas garante que seu dia seja assertivo e altamente produtivo, isso se você se concentrar somente em atividades com alto grau de importância.
Indivíduos deixam de ser produtivos, gerar resultados em suas profissões e ter tempo para si, pois não conseguem concentrar esforços em tarefas relevantes.

Ao ler até aqui, espero você tenha aprendido a priorizar atividades que te ajudam a alcançar objetivos estratégicos.
Ao adaptar e usar esses conceitos em sua vida profissional você tornará mais produtivo e focado em resultados, e poderá ampliar a qualidade e quantidade de suas realizações.

Valdez Monterazo é Master Coach | Partner da SBCoaching.

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Como ter o dobro do resultado pela metade do tempo e esforço?

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas