Pular para a barra de ferramentas

Oferecimento:

Nesta quarta-feira (12), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), sancionou – com vetos – uma MP (Medida Provisória) que prevê a restrição da circulação de pessoas e bens durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2).

A medida de número “prevê, de forma excepcional e temporária, restrição, por rodovias, portos ou aeroportos, de entrada e saída do País e locomoção interestadual e intermunicipal”, informa o site do Congresso. Além disso, o texto também dá ao governo o poder de restringir a manutenção de serviços durante a crise sanitária.

Isso quer dizer que, a partir de agora, governadores podem proibir viagens e para isso precisarão apenas da autorização dos órgãos de vigilância sanitária.

O documento também dispensa a obrigatoriedade de licitação “para aquisição de bens, serviços, inclusive de engenharia, e insumos destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus “.

O presidente, aconselhado pelo Ministério da Economia , vetou trechos que se referiam a isenção de impostos para produtos e serviços necessários para o combate à  pandemia . A proposta rejeitada incluia o PIS (Programa de Integração Social), o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e o Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).

Bolsonaro também optou por vetar o trecho que transferia para o Ministério da Saúde a responsabilidade de classificar os produtos e serviços essenciais a serem isentos. Dessa vez, a orientação de veto foi conjunta entre Saúde e Economia.

Fonte: undefined – iG 

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Bolsonaro sanciona MP que proíbe população de viajar durante pandemia

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *