Oferecimento:

Ex empregado da família Bolsonaro, Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, prestou depoimento na última segunda-feira (18) ao Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal.

Ele fez novas denúncias sobre os Bolsonaros. Marcelo afirmou que o presidente era quem determinava quem administrava a rachadinha nos gabinetes de Flávio e Carlos Bolsonaro em seus gabinetes na Assembleia Legislativa e na Câmara do Rio.

De acordo com o colunista Guilherme Amado, do Metrópoles, a acusação foi encaminhada ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público do Rio de Janeiro. Flávio foi denunciado por organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato, devido a este caso. Carlos Bolsonaro também é investigado no MPRJ.

Ex-funcionário reafirma crimes de família Bolsonaro

O ex-funcionário reafirmou ao MP o que já havia dito, em setembro. Segundo ele, Bolsonaro tirou o comando das mãos de sua então mulher e passou para os filhos quando descobriu estar sendo traído por ela.

“Eu repeti em audiência o que disse à coluna, que eu recebia do gabinete, mas devolvia o dinheiro”, disse o ex-empregado. Marcelo Luiz detalhou como foram os quase 14 anos que trabalhou para Flávio Bolsonaro. De acordo com o depoimento, ele atuou na campanha de 2002 de Flávio para deputado estadual e entre 2003 e 2007, foi lotado no gabinete dele na Assembleia Legislativa.

Marcelo confessou ter devolvido 80% de tudo o que recebeu no gabinete de Flávio nos quase quatro anos em que foi seu servidor; cerca de R$ 340 mil no total.

Via Diário do Centro do Mundo

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Bolsonaro sabia de esquema de rachadinha, denuncia ex-empregado

Post navigation


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *