Oferecimento:

Uma das páginas do site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi hackeada nesta quarta-feira, em meio à toda a polêmica da interrupção do jogo entre Brasil e Argentina, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 . A informação foi publicada pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

A página em questão é onde consta o formulário DSV (Declaração de Saúde do Viajante), de preenchimento obrigatório para as pessoas que pretendem entrar no Brasil . Porém, ao clicar nela, uma bandeira da Argentina foi colocada. Além disso, foi escrita a frase “não ficamos de quarentena para passear pelos seus servidores. Vamos ser expulsos também?”.

Em resposta à colunista, a Anvisa apontou que irá acionar a Polícia Federal. Segundo a agência, os quatro atletas argentinos deram informações falsas e ocultaram que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias. Por regras sanitárias, eles não poderiam ter entrado no Brasil, para evitar a disseminação de variantes do novo coronavírus.

A Anvisa também divulgou a cronologia completa das ações referentes aos jogador argentinos. Além disso, disponibilizou os documentos referentes às ações de fiscalização empreendidas.

Veja tudo no site abaixo:

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/linha-do-tempo-jogo-brasil-e-argentina

Via IG Esportes

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
Após polêmica, site da Anvisa é hackeado e “ganha” bandeira da Argentina

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *