Oferecimento:

Com o cenário desafiador que as empresas vêm enfrentando por conta das medidas de isolamento social e a pandemia, é normal que os empresários fiquem apreensivos e preocupados com o futuro incerto que ronda a economia. Por isso, em tempos de crise, é essencial ter estratégias que permitam que os negócios continuem prosperando, mesmo que em um patamar menor que o habitual. A criatividade nesse momento é uma das chaves para driblar as dificuldades que surgem.
Uma das alternativas que tem se mostrado eficiente para as empresas que vendem produtos ou serviços que não são considerados essenciais é a comercialização de vouchers. Essa é uma solução que funciona, pois permite manter o fluxo de caixa da empresa e ainda a fidelidade dos clientes, para que tenham acesso aos produtos depois que for restabelecida a normalidade.
Assinaturas de serviços é outra forma que os empresários encontraram de reinventar os negócios. Setores de alimentação, entretenimento, saúde e bem-estar, por exemplo, estão mantendo as vendas por meio desses contratos a longo prazo. Migrar o negócio para o atendimento on-line permitiu também que diversos segmentos continuassem de portas abertas durante a pandemia. Aplicativos de delivery, de comunicação, redes sociais, se tornaram ferramentas de vendas em tempos de isolamento social.


A maioria das academias e clínicas de fisioterapias, por exemplo, trabalhavam apenas com atividades presenciais e com a pandemia, precisaram se recriar. Para continuar com os atendimentos, algumas começaram a ofertar treinamentos por vídeo e atendimentos virtuais via apps que possibilitam a realização de conferência remota.
Outra modalidade adotada por alguns comerciantes foi o envio de produtos para a casa das pessoas, como, calçados e roupas, e caso o cliente não optassem pela compra, o produto era recolhido.
Esses são exemplos de algumas saídas encontradas por empreendedores para sobreviverem à crise do coronavírus. Mas como desenvolver a habilidade de ser criativos em períodos de instabilidade econômica?
Para isso, é essencial conhecer o nicho de mercado que o negócio está inserido, quanto tempo de existência a empresa possui, seu porte e o perfil do seu consumidor para investir em alguma alternativa que funcione para o setor.
Outro método que pode ajudar na hora de driblar a crise nas empresas é estar atento ao que acontece em outros setores. Não é preciso “inventar a roda”, se já existe uma alternativa ou estratégia que tem dado certo nesse período, por que não implantar ou adaptar para o seu negócio?
Ainda não há uma previsão de quando a pandemia chegará ao fim. Por isso, é preciso se adaptar, criar e até se reinventar. Ver o que pode ser feito para manter o negócio ou mesmo para desenvolver um novo. Afinal, é em momentos de crise que aparecem as melhores oportunidades.

Flávio Vinte, empreendedor e CEO da Vivaçúcar

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.
A criatividade em tempos de pandemia

Post navigation


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas